Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fossa

Fossa

Delasnieve Daspet

 

Não quero ajuda.
Não quero saber do dr. Lair, nem do Og,
muito menos do Hill.

Eu quero curtir este ciúme,
sofrer e chorar,
não vou facilitar.

Não busco solução rápida...
Não vou mostrar fragilidade!
Só poderei sair deste romance
se curtir a fossa,
viver a dor de cotovelo.

Quero meu tempo de chorar.
Não busco e não quero luminárias,
nem preciso me encontrar comigo.
Sei quem sou,
sei onde estou,
...no fundo do buraco!

Quero parar e lembrar
que tudo acabou.
Não me venham com panos quentes,
eu quero curtir o abandono.

Quero um tempo para olhar-me,
profundamente. Enxergar-me.
Não vou distanciar-me de mim.

Não quero uma assepsia..
Quero ficar uma semana tomando
potes de sorvetes, comendo pizzas...
lambendo minha ferida

E só vou emergir
quando conseguir me olhar olhos nos olhos,
quando puder relembrar os fatos,
quando nada mais for obsessivo,
quando a insegurança já não existir,
quando puder fazer concessões,
quando enxergar vida própria
e poder ser feliz de alguma forma.
Quando valer a pena,
independente da estagnação que me encontro.

Aí, saberei que estou pronta para viver,
mas para isso eu preciso
curtir a minha fossa....



Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 23/09/2007
Código do texto: T665201
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
691 textos (29914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:08)
Delasnieve Daspet