Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vidraça



     Tamborilo meus dedos na vidraça
     A chuva me fala de ti
     e eu digo a mim mesma
     'Vidinha danada, desgraça!...
     Por que não te posso ter?
     (...quantas vezes repeti?!)'
     A chuva se lança indiferente
     (meu lamento já perdeu a graça)
     Um raio... e a noite estremece
     nada permanece
     Foi-se também a vidraça.
lilu
Enviado por lilu em 26/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T668739
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lilu
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
889 textos (354625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:29)
lilu