Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                   Escolhas


Com a idade vão se acumulando as manias.
Enfileirando-se as cobranças e justificando-se a mera falta de companhia.
Uma desculpa, que se enquadre na lacuna existente.
Um perdão para a carência.
Sem que percebamos, vão se (in)formando os motivos da exigência e da culpa.
Seletistas, vamos correndo o risco de implodirmos solitários e confusos.
Vencidos e cansados da espera, optamos pelo comodismo do conformismo.
E sem escolhas, vamos enraizando uma tendência ao abandono.
Praticantes sigilosos e taciturnos. Comedidos ou extravagantes.
Perguntas vão se perdendo, pelo descaso da memória.
O que foi sonho, por toda uma vida, torna-se pesadelo; constante e incomodo.
A desigualdade do sentimento, vai mexendo com a libido e assim, vamos gradativamente tornando-nos prisioneiros.
E, quando num instante qualquer abrimos os olhos, o amor já deu partida e lacrou o coração.
Fica então, uma pontada, uma saudade frágil, uma insatisfação...
Como se a vida da gente, não tivesse tido nenhuma representação.



( Republicado )

MariSaes
Enviado por MariSaes em 27/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T671141

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o sitedoautor.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MariSaes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1694 textos (65355 leituras)
2 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:21)
MariSaes