Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem rastro

Sem rasto


Procurei um pouco de mim em ti esta noite
Tudo o que nos resta ainda hoje
Trapos de saudade
Retalhos de momentos
Dúbios secretos
Rastros que ainda me levam ao mesmo trilho
Ao trajecto e caminho, rumo que algures entre minutos escolheste...
Procurei seguir as sombras
Entre espectros de nostalgia
Vácuos
Montes e vales
Sonhos silenciosos, a sós contigo...
Longe de ti, sem corpos, sem beijos ou abraços
Entre conchas, pedrinhas e grãos de areia
Reflexos de um tempo hoje ausente
Que ora te leva, ora te trás...
Não sei se te saúdo
Se te choro
Se te amo ainda
Fico aqui, estática entre uma pausa melancólica e um auge de dor
Uma espécie de natureza depressiva
Apatia, tristeza, indecisa...
Procuro nas tuas feridas e cicatrizes
Marcas minhas...
No teu olhar um pouco de esperança
No nosso abraço sintonia
No nosso passado, um pouco de futuro...
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 04/11/2005
Código do texto: T67310
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:12)
Joana Sousa Freitas