Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O meu 1ºoceano

Oceano


Não sei o que diga,
O que me inspira
O que me toca e afunda no mesmo oceano que o teu...
Não sei o que sinta
A forma coerente
Crente
Entre mente e coração....
Não sei se utilize a língua
O fonema, a linguística
O provérbio ou a fala surda...
Um pouco de números
Alfabeto que ninguém entende...
Grito no silêncio que me demove
Move, destrói e constrói.
Caminho entre o sereno e as rochas
Caindo, levantando
Remoendo
Perdendo o que nas minhas mãos resta.
Não sei o que te diga
Se o diga ou se me cale...
Devaneio do meu peito
Ferida que sangra e não fecha
Ardor que me atravessa e trespassa
Calando a alma
Desesperando o grito
Soltando o vácuo que me preenche
Me arrefece
Me desvanecesse
Me perde em ti
Em aguas nunca vistas
Sem linguagem definida
Na ausência
Surda...Muda...
Apedrejada por esta gente que mente
Que não sente
Que não ama nem consente
Que me atira na foz daquele rio
Sem crerem
Na esperança infinita
Daquele mar que não acaba nunca
Me faça desaguar
No mesmo oceano que o mundo outrora te atirou....
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 04/11/2005
Código do texto: T67313
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:41)
Joana Sousa Freitas