Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despida

Talvez a vida me tenha travado o suspiro
Preso os passos
Algemado as mãos e cortado os dedos
Mas nada dói tanto
Quanto a minha ausência
Esta saudade que mata
Me corrói e desfaz num só nó...
Ar que não vem
Asas que não levantam voo
Me desnudam a alma
Despem de preconceitos
Me consomem devagarinho
Por entre segundos esgotantes
Minutos que teimam em não passar
Me deixando perdida
Esquecida
Amordaçada
E morrendo em mais uma palavra que não escrevo
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 04/11/2005
Código do texto: T67314
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:12)
Joana Sousa Freitas