Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vazio


E agora o que que eu faço com esse vazio que se agiganta em todas as direções?
O que é que eu faço com essa boca negra que engole meus dias tão iguais?
Como reconhecer o chão, se ele me falta sob os pés? Ah...por que caminhos vou encontrar o altar onde queima meu coração...
Perdi o rumo, o teto, o chão; todos os laços foram rompidos. Por onde ando e para todos os lados que olho não consigo me achar, não há encaixe que me caiba.
Arde meu coração longe do peito que o abriga tentando encontrar um fio de esperança para não cessar de pulsar.
Um rio de saudade atravessou a minha vida já sem sentido. Nesse leito turbulento onde me gasto rolando seixos, mil vezes e mais uma, chorei.
Eis-me prostrada sobre o beiral, olhando para o nada, sonhando com o infinito onde guardei meus pensamentos, palavras e alguns fiapos de ilusão.
O desejo de ser feliz assenta-se à minha mesa, mas calado fita-me nos olhos sem coragem de me iludir.
Agarro-me a solidão, aceito-a sem receios, não resta nada além do silêncio para preencher o vazio que sufoca-me por todos os lados...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 29/09/2007
Código do texto: T673797

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (56661 leituras)
25 áudios (3276 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 05:57)
Angélica Teresa Almstadter