Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

             MAL-ME -QUER

Ela era a dona da tarde!
O sol em seus cabelos,
difundia reflexos dourados!
Ela era dona da vida,
e de tudo...  Que nela havía!
Das frutas verdes... Temporonas,
das campinas... Do cheiro do mato,
brincava... E fazia da tarde,
gato  e sapato!
              ******
   Ela era a dona dos banhos... No regato, 
e daquela lua... Só a metade,
que viera espiar a beleza,
e confundira-se com a tarde!
                ******
Menina moça...
Mais menina... Que mulher!
Sendo a dona... Dos sonhos e fantasía!
E de  tudo... 
Que em seus sonhos... Cabía,
Tinha uma dúvida no olhar??
                  *******
Saber-se amada... Quería!
E  resolveu...  À flôr  do mal-me-quer,
perguntar... 
Flores ...  Como não?? 
Singelas,amarelas... Em profusão!
Lhes dariam...  A resposta então!
                       *******
Mal-me quer...      Bem-me quer...
Muito  pouco... Quase nada
À cada pétala retirada...
                    *******
Mal-me-quer...Que flôr danada!
Ea resposta... Vai sendo dada...
                       ********
Mal-me-quer... 
Num  ritual ingênuo... Questiona!
Bem-me-quer... A pergunta é repetida!
Serei eu... Daquele amôr a dona?
                         *******
Heis finalmente... A resposta!!!
                   ******
A flôr... Sendo também mulher,
Confirma... O que ela quer...
                        *******
Bem-me-quer!!
                  *******
É dela...
Que seu amado... GOSTA!!

IZA SOSNOWSKI
Enviado por IZA SOSNOWSKI em 30/09/2007
Reeditado em 30/09/2007
Código do texto: T674192

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
IZA SOSNOWSKI
Minas do Leão - Rio Grande do Sul - Brasil
516 textos (19375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 21:45)
IZA SOSNOWSKI