Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O JOGO DA VIDA, AMOR...

Evaldo da Veiga

Canto o meu canto
e ela não pode escutar...
O tempo passou,
na vida tudo passa
Vai longe o tempo, bem longe,
que eu tinha voz de cantar.
Hoje tenho voz de ouvir, ainda bem,
restou comunicação para o amor,
amar, viver e sonhar...

A vida tira e doa, o velho jogo de sempre,
só vale é jogar nesse jogo perene,
não aceitar o jogo é se deixar sufocar.
Ninguém ganha o jogo da vida,
é lutar, simplesmente participar...
No amor o empate é vitória,
não se pode derrotar o ser amado,
seria derrota de dois.

É o jogo perene da vida, se de todo acabar,
exaurir-se sob a ação do tempo,
é um aparente término de vez.
Mesmo sem admissibilidade de apelação,
em terminando surge nova vida.
Mente quem diz
que só se vive uma vez.
Vida é amor, amar...

Imagem: Tela do Salvador Dali


evaldodaveiga@yahoo.com.br
Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 13/10/2007
Reeditado em 04/08/2012
Código do texto: T692255
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 74 anos
952 textos (314225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 09:08)
Evaldo da Veiga