Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No caminho das Alamedas...









Nos caminhos das alamedas,onde arvores frondosa refrescava a magnitude da tarde
Deparei-me com um olhar tímido que me fitava,naquela manha de domingo lindo.
A expressão cândida do rosto belo me tirava do natural,bela mulher,de traços suaves
Na sua timidez singela.Nunca me esquecerei daquela manha de domingo,cheirando
A algodão doce e groselha.Assim como apareceu como a brisa do vento macio,sumiu
Sem acenar,só deixando a saudade para a noite,e ser recordada nos meus séculos.

Beleza disfarçada com certo
Acanhamento,com toques
Brejeiros e doce olhar

Lábios vermelhos,sorriso
Faceiro,cheiro de flor de laranja
Movimentos de gestos,na fronte pura

Olhar irônico que roçara em mim
Como fogo platônico,no tempo
De um primeiro e único encontro.

demetrioluzartes
Enviado por demetrioluzartes em 14/10/2007
Código do texto: T694356

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (demetrio luzart). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
demetrioluzartes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
980 textos (36577 leituras)
12 áudios (774 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:54)
demetrioluzartes