Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O barulho de teu silêncio

O barulho no silencio

Hoje fiquei imaginando quanta coisa contida estava
Agora entendo aquela agonia escondida em teu olhar
Eram as palavras querendo sair, e você nem consegue falar!
Não tens o privilégio das palavras
Mas teus olhos dizem tudo!
Mas eu estava imune, não conseguia enxergar.


Mas, homem forte que és, não deixou escapar
A única oportunidade que teve,
e de teu jeito simples
Mostrou-me o que sentes por dentro
A agonia contida no tempo
A vontade de se realizar.

Mas querido pescador
Eu te digo com a alma na mão
Para nós meu querido , tudo
é impossível
Vejo-te como uma missão.
Teus filhos precisam de ti
Teu povo espera em ti
E você, como sempre
Projetou todas as esperanças
em mim.

Mas sou fraca confesso, talvez
Na minha coragem. Pois abandonar
Desprezar um amor desse tamanho

É preciso antes de nada , ser determinada!

Pois amor sincero, forte e simples como o teu
Pouco, muito pouco existe!
Vá em frente, cuide de tudo aí
Não abandone teus objetivos na minha ausência...
Pois agora não consigo mais.
Olhar-te, ignorar o que sentes
Então o melhor e sair
E pedir pra continuar
Tudo que começamos
Pois meu coração pescador
não tem dono!



Leandra Telles
Enviado por Leandra Telles em 15/10/2007
Código do texto: T695037

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leandra Telles
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
111 textos (3480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:45)
Leandra Telles