Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
segunda pele

Folhas secas são levadas pelo vento eu sou levado por você.
Estais entranhada em mim, como oxigênio;
És minha segunda pele,
Vivo num cárcere voluntário, sou para ti como uma lebre na mira de um caçador;
Não tenho como fugir, fico a imaginar como viverei sem a tua presença, sem teus olhos brilhantes, boca, narinas, cabeça, cabelos, peitos, bunda, seu andar, suas ancas;
Não tenho como não usar clichês para te descrever;
És meu mirante, meu golfo e meu farol;
O que faria sem a tua presença? Como poderei viver sem minha outra pele?
Muitas vezes me anulas como indivíduo, me reduz a nada,
Culpa-me pelos seus infortúnios, mas sei que o queres mesmo é estar grudada feito pata de caranguejo;
És a mão, sou a luva;
Existencialmente somos um, embora nossa individualidade ainda persista.
E na medida que os anos passam vamos consolidando nossas conquistas;
É complicado conciliar desejos, medos angústias, tédios, enjôos um do outro.
Viver a dois é uma arte que requer um esforço além do bem querer; Exige-se paciência, virtude e tolerância;
Como dizia Sartre “o inferno são os outros" muitas vezes a vida a dois fica infernal, mas só a capacidade de renovação é que une: projetos de vida, sonhos por realizar, novas conquistas, uma receita nova de bolo, um livro interessante, um filme, uma música, Lake Humans Do, por exemplo de David Byrne; ou "Tatuagem" de Chico Buarque...
É algo obsessivo, intempestivo; confesso: às vezes dá vontade de sair correndo, comprar cigarros e nunca mais voltar...
Mas quando penso nessas coisas me remete aquela música de Alceu Valença: " na primeira manhã que te perdi, acordei mais cansado que sozinho, como um conde falando aos passarinhos, como um carro correndo em contra mão..... solidão(....)"
Absalon
Enviado por Absalon em 17/10/2007
Reeditado em 15/06/2014
Código do texto: T698390
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Absalon
Palmas - Tocantins - Brasil
686 textos (24865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 13:18)
Absalon