Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TOLERANCIA IMPOSSIVEL

Muitas coisas eu gostaria de escrever. Às vezes consigo mas é difícil imaginar como as palavras sairão. Acho que estou ficando impossível mesmo que procurando uma ordem ou uma lei. Inda não consegui tolerar e controlar o meu coração.
              Resolvi então ser algo não existente, indagado de amor e a procura de amor. Resolvi ser um poeta. Achando das noites o lar e da felicidade nenhum pretexto e, de querer ficar criticando ou julgando a muita gente.
              Daqueles que não sabem o que é uma dor. Rindo a toa sem saber auxiliar dizendo que está ‘tudo bem’ sem saber da verdade. O que eu quero dizer é que nem tudo será como eu penso no futuro a vagar. Oras, uns querem a sorte, outros o luto e, deixando neste cenário a fragrância ou  a inocência de não saber de nada. Sabendo que tudo esta mudada e somente nós é que ficamos arranjando um jeito e uma tolerância que nunca na vida foi tolerada.
              Tornando-se ridículo e sem um motivo de querer sentir o que os outros sentem por aí. Talvez seja isto. Uns querem que haja que haja amor, outros querem a terrível guerra. E eu? Quero também uma guerra pois eu vivo. E vivo para uma guerra diferente. A guerra que eu quero é a da paz, da felicidade e do candor. A guerra dos risos e de tudo que nos trazem uma paz interior e não o dessas gentes mesquinhas que pensa que tudo são teus. Pensando que em tudo é uma paz mas não sabem o que querem pois não param para pensar do motivo do que esta havendo no mundo. Do que há em seu interior ou o porque até hoje estamos vivendo...
              É. Eu sei que isto é impossível e eu também sou. Por isso é que rabisco coisas inconexas sem o sabor de que outros saibam do meu impossível, do que esta havendo comigo.
              É que eu amo e estou achando isto incrível...

zizo
Enviado por zizo em 27/10/2007
Código do texto: T711722
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
zizo
Cubatão - São Paulo - Brasil, 61 anos
697 textos (28713 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:40)
zizo