Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O caminho das nuvens

O caminho das nuvens

   Sim! É mesmo o nome de um filme , por sinal, de nos fazer pensar e repensar na vida do povo brasileiro, seus sonhos, ideais, idas e vindas, não somente em busca de um salário de " mil reais" mas, na verdade, em busca de realizações que dinheiro nenhum compra.

   Engraçado como a vida surge silenciosa a cada manhã, trazendo consigo as horas e, estas, impregnadas de surpresas. Tinha tudo para ser um dia de folga. Um bom vídeo, uma praia, os emails, uma poesia.Mas nem sempre o sol, encoberto por nossas cortinas, consegue se fazer
presente em todos os lugares. O fone toca. Penso em não atender...

   Antes tivesse seguido primeiro à praia, penso. Do outro lado do fone, o diretor da empresa, com aquela voz amaciada pela necessidade de socorro, pedindo que dê um pulinho até lá, tem uns problemas relevantes ( que pode ser mais relevante neste momento, que seguir o caminhos das nuvens?). Tento me desfazer do compromisso que vem rasgando meu dia. Marco para mais tarde.

   Interessante como as mulheres têm o poder de aceitar as coisas como elas não são! Vejo a atuação passível da atriz principal , no filme que tento assistir e, toca mais uma vez o meu fone.Agora, é uma amiga. Pergunta se ainda estou de folga (??). Precisa muito contar-me algo, e talvez, o meu silêncio tenha feito pulsar os gritos abafados de sua alma.Em prantos, implora que a receba por alguns instantes.A voz seca da atriz se confunde com o meu sim..Marco para, imediatamente,(meia hora na verdade).

   Todo sonho sempre envolve outras pessoas. E, interessante é observar que, muitas vezes, nem sempre as pessoas que consideramos, amamos, estão preocupadas em alcançá-los, tão pouco desfrutá-los. Na verdade, nem os compreendem, tentam visualizá-los na mente e coração dos idealizadores. No entanto, são sempre as primeiras a desfrutá-los,enquanto que os sonhadores persistem em olhar além do horizonte, afinal, alguém tem que pensar alto, visualizar o que olhos humanos não alcançam, mesmo se envolto a desencontros...

   Como há poder em nosso silêncio, olhar. Soubessem os homens decifrar os silêncios carregados de descontentamento em cada suspiro, olhar oblíquio de uma mulher...(síndrome de Capitu??). Atendo a porta. Cai-me ao colo um anjo de asa quebrada. Mergulho no silêncio do momento. Tento me refazer. Juntar as peças de um quebra-cabeças, que há tempo estava espalhado pelos cantos sombrios de uma desilusão...

   No cinema ,tudo dá certo. A vida é um palco e existir um fato bruto.. Somos diretor, ator, câmera e ação. Têm, ainda, os sonhos que sempre movem diretor a criar cenários, selecionar atores, adquirindo o mesmo, o direito de dirigir os atos dos atores..

   Tinha tudo para ser um dia de folga. Com filme, praia, almoço com a família... Foi tão bonito o fim do filme!Os olhares silenciosos que tanto falam, se completam. Quer saber? Meu silêncio hoje será a resposta para todos os males que surgirem, mesmo que sejam de amores...Que a poesia complete os espaços em brancos de cada ser. Vou seguir o caminho das nuvens, que não são poucas, no meu céu interior nesta manhã.



veronica eugenio
Enviado por veronica eugenio em 14/11/2005
Código do texto: T71249

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
veronica eugenio
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
39 textos (2379 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:33)
veronica eugenio