Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mendigo

Mendigo

Nas esquinas, no comércio,
nas ruas, nos portões...
encontro sempre um coitado
a mendigar o pão.
Pessoas vêm e vão,
Mãos generosas doam
Desapiedadas repulsam
Olhares que arfam
Entre brandura e aversão...
Talvez sejam outros mendigos
a quem paradoxalmente nunca faltou o pão.
E o que será que mendigam?
Uma porção de alegria,
um abraço fraterno,
o mínimo de atenção
uma companhia nada incerta,
apoio, afeto, compreensão...
Não terem as mãos estendidas limita a percepção
do nosso olhar apressado,
de baixa resolução
se o registro foge ao óbvio e inevitável.
Combinamos ser gentil
atirar qualquer moeda
que rola e retine em bacia de metal.
E então seguimos em frente tão pura e simplesmente
talvez sem jamais perguntar
o que se passa por trás
da complicada colcha de retalhos
tecida pelos sentimentos que silenciam todo mendigo.

(Sandra Lima Costa Melo)



Sandra Lima Costa Melo
Enviado por Sandra Lima Costa Melo em 27/10/2007
Reeditado em 30/07/2009
Código do texto: T712588
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Melo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Lima Costa Melo
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil
76 textos (50693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:51)
Sandra Lima Costa Melo