Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhar poético

Não obrigo-me a enxergar poesia onde ela inexiste.

Porque nestas ruas acimentadas, planas e ásperas não as encontro.

Há carros que voam;

Há pessoas que trafegam...

Sentado neste chão frio com as costas

que empurram uma parede gélida, sim;

Neste canto há poesia.
Heloisa Rech
Enviado por Heloisa Rech em 31/10/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T717538

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heloisa Rech
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 27 anos
27 textos (1038 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:34)
Heloisa Rech