Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por teus olhos castanhos




O dia está seco

O Sol quase mata quem atravessa o leito do que antes fora um rio.
(Caminha-se por toda a extensão rachada e marrom-acinzentada do que antes era um límpido afluente azul).

Os transeuntes apressam o passo.
Param debaixo dos Umbuzeiros como se quisessem retomar as forças para persistir na caminhada.
Recorrem às sombrinhas.
Algumas senhoras abanam as saias, na esperança que algum vento atrevido diminua-lhes o calor.

E necessitam. O calor está de matar lá fora.

Eu aqui vejo tudo pela janela, debruçada sobre uma brisa que vem não sei de onde.

Porém, se teus olhos castanhos me fitassem e me pedissem para ficar alheio a tudo e te admirar na calçada

Eu ficaria sob o Sol a pino

E teria frio hoje.

(Jessiely)

Jessiely Soares
Enviado por Jessiely Soares em 02/11/2007
Reeditado em 02/11/2007
Código do texto: T720373
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jessiely Soares e o link para o site "http://recantodasletras.uol.com.br/autores/jessielysoares"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jessiely Soares
Bananeiras - Paraíba - Brasil, 32 anos
75 textos (2532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 16:05)
Jessiely Soares