Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na hora que o orvalho molha a flor






Meus gestos não são tão libertos assim...
As controvérsias contradizem-me.
Busquei por vôos livres...
Me aprisionei em teu oceano!

Estou livre dentro de ti!

Sou variadas expectativas;
Sou Água!
Sou Diva!
Sou Águia!
Sou Vida!

Sou fada ao amanhecer.
Sou feiticeira ao entardecer.
Sou bruxa ao anoitecer. E...
Na hora que o orvalho molha a flor,
na madrugada solitária...
Sou eu, Linda mulher!

Vivo num tempo de mil anos atrás...
Sou aquisição do futuro
Não existo mais!

Procure por mim em teus abstratos mais loucos
Inconfundível retrato terás;
Me encontrará adormecida nos braços da paz!

Me invento...
Sem começo...
Sem fim...
Sem verdades...
Sem mentiras...
Sem tempo...

Ahhh, sou teu tempo!

Me Amas hoje!
Me amas ontem!
Me amas amanhã!
Me amas aqui!
Me amas agora!
Me amas por dentro!
Me amas por fora!

Sou o motivo de teu silêncio;
Ouça...
Sou voz gritante e absoluta!
Sou o tormento do teu momento!

Fui!
Sou!
Serei!

Seu melhor sorriso!
Seu mais temível medo!
Seu maior prazer!



 


Lanna Agda
Enviado por Lanna Agda em 03/11/2007
Reeditado em 15/03/2009
Código do texto: T721519

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lanna Agda
Londrina - Paraná - Brasil
525 textos (53897 leituras)
2 e-livros (181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:51)
Lanna Agda