Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Devaneios


Cerro os olhos e vejo-te amor, por toda parte... por onde ando
Não necessitaria cerrá-los, mas quando o faço sinto mais e mais...
Mas do que mais gosto é quando em meu quarto vejo teu corpo estendido na cama e meu olhar embevecido vagando sobre ele.
Teu cabelo vasto e nele meus dedos passeando...
Teu rosto em semblante tranqüilo ...
Perco-me no teu peito, o homem forte que admiro, tem o tronco largo, a minha espera...nele o coração sensível.
Mas...quando divago o macho, o potro, o quase selvagem, esqueço linguagem e o visível...
Sou a fêmea, a que te ama de tal forma, que nada é forma.
No universo em que tudo é permitido, tudo faz sentido
Regina Romeiro
Enviado por Regina Romeiro em 03/11/2007
Código do texto: T721834

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Romeiro
São Sebastião - São Paulo - Brasil
482 textos (29620 leituras)
4 áudios (710 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 11:01)
Regina Romeiro