Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encanto

Ninguem nunca viu,
O meu intimo como agora.
Meu olhar, perdido no tempo.
Calada, sem voz como outrora.
Ninguem nunca viu,
Uma imagem refletir tanto;
Ninguem nunca viu,
Tanto ecanto como agora.
É uma nova aurora;
Onde o amor se esconde,
Canta, nesse silencio e explode,
Não vês; é assim...
Que te amo tanto!
                        cilene
Cilene de Castro Dano
Enviado por Cilene de Castro Dano em 05/11/2007
Código do texto: T724931
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cilene de Castro Dano
Presidente Prudente - São Paulo - Brasil, 75 anos
93 textos (5182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:13)