Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMADA - Uma mulher que ama demais


Não se negue, pois amar nunca é demais
O limite é impensável
E o arrependimento simplesmente não existe

Todo homem sonha ser amado
E amar é o moto-contínuo.
É o fundamento da coerência.
O pensamento conclusivo da coexistência.

A falta de reciprocidade gera o desequilíbrio.

Não utilize do passado
Pois que amor não deixa de amar.
Quem do amor provou nunca mais estancou.
Com certeza, a única garantia de existência.

A sorte é que o amor é biunívoco
É bilateral, bipartido e bígamo.
A parte que vai nada mais é que a parte que fica.
A ausência é a própria presença desaparecida.

Para quem ama não existe lembrança
Quanto mais se ama mais é bela.
E como deixar de perceber.
Você sempre será a mais bela de todas.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 07/11/2007
Código do texto: T726792
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1837 textos (51327 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:08)
Lorenzo Giuliano Ferrari