Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Existe o silêncio das aves ao anoitecer, aconchegando-se

em árvores frondosas,

o silêncio do animal doente, sofrido, abandonado,

o silêncio do idoso, cansado da vida, desiludido pelas consequências do

peso da idade, o silêncio do doente, em um leito de hospital, sem

esperanças, o silêncio do jovem entristecido por um amor terminado,

há o silêncio do pai responsável, sem condições de levar o alimento

para seu filho, o silêncio da criança pobre que olha as vitrines com

presentes, que jamais terá, há o silêncio da noite escura, que chega

para o dia adormecer, o silêncio da dor, da dor da perda,

causada pela morte de um ser amado.

Há o silêncio de um coração sofrido, machucado pelas

dores que a vida, as vezes, não perdoa, é implacável.

Há o silêncio dos que não podem andar, enxergar ou

ouvir a bela música que soa ao longe.

E há esse silêncio sepulcral, esse vazio em minha alma,

que permanece, desde o dia em que você foi morar

em outra dimensão, na natureza, junto de DEUS!


naja
Enviado por naja em 07/11/2007
Código do texto: T726944
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
naja
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1207 textos (235289 leituras)
147 áudios (33059 audições)
525 e-livros (50942 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 19:16)
naja