Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Percebo que não da mais para adiar,

 Percebo que não da mais para adiar, pessoas são pequenas, não conseguem guardar todos pensamentos apenas dentro delas.
 Pessoa que sou, também não posso.
 Entende-me, um vazio tão intenso que mantenho,é  necessário transformá-lo,
expandi-lo, talvez, seja construtivo.
Mas eu sei o que quero construir?  Isso quer dizer quer dizer que construir eu quero e só me falta saber o que? Por que “só” saber o que? A falta é pouca?
Calma, vou me acalmar,  isso, vou parecer tranqüila...
Percebo que não da mais para adiar, pessoas são grandes, conseguem guardar todos pensamentos apenas dentro delas.
Pessoa eu sou, também posso.
Entende-me, um sentimento tão intenso que mantenho, é necessário transformá-lo,
expandi-lo, talvez, seja mais construtivo, mas eu sei o que quero construir? Isso quer dizer que construir eu quero e só me falta saber o que?Por que “só” saber o que? A falta é pouca?
Isso otimismo!
 Parece uma boa idéia, um começo bom para uma boa idéia.Se eu esquecer? é bom anotar,  sou tão esquecida, devo lembrar, mas é melhor anotar, se demorar posso trocar as palavras então vai estar tudo perdido, o sentido – não me perca – não se perca – vou tomar nota, um caderno, não tenho dinheiro. Será que todos têm boas idéias com bons começos todos os dias?  E falta dinheiro para o caderno, ou para a tela, ou instrumento musical, ou a coisa que a pessoa precisa...
Manchete de jornal, se eu tivesse um seria: ATENÇÃO! Aumenta o numero de MBI ( morte de uma boa idéia),o artigo explicaria esse fenômeno, colocaria dados chocantes: acontece diariamente cinco MBI per capita no mundo!Preciso chamar a atenção humana, per capita lembra renda per capita, boa escolha,usar esta palavra.
Calma, devo me acalmar, parecer tranqüila, lúcida, afinal nem tenho um jornal nem um caderno.Só o caderno já estaria ótimo. Esta tudo bem, é só mais uma MBI.
OS números para impressionar? Falei em cinco MIB, será que é isso mesmo? Não ajudo na media mundial, sou desprezível, tive só uma hoje e nem foi tão boa.Estatísticas, que  farsa, são tão manipuláveis, tenho horror a elas.
Se eu tivesse um jornal na mão vomitaria nele algo bastante liquido,vomitaria polenta com suco de limão, destruiria todos números dissimulados, então teria uma liberdade linda!
Não posso, não tenho um jornal.Vou me dedicar a BI, terei cinco por dia, contribuirei para as estatísticas,vou ser um exemplo. PARA!   Engano a estática estatística é um exemplo, ela que contribui comigo. Foi uma idéia tosca. Que vergonha. Essa eu quero esquecer, morra idéia insana. Tenho sorte de não ter um caderno, não corro o risco de lembrar disso.
Encontrei!
O jeito de parecer tranqüila, otimismo.
 Entende-me, morrem muitas más idéias, garanto que mais do que boas.Pessoa que sou sem caderno.Foi algo interresante que pensei?Acho que foi interessante. Não quero esquecer, vou comprar um caderno.               Crescer
Luciana Brites
Enviado por Luciana Brites em 08/11/2007
Código do texto: T728067
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciana Brites
Maringá - Paraná - Brasil, 28 anos
45 textos (1848 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 21:00)
Luciana Brites