Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSÔNIA


Novamente a insônia ganha espaço nas minhas noites;
Novamente ela vem visitar-me, fazer-me companhia!
Nessas noites quentes em que até mesmo o beijo do vento
Queima os lábios do ar,

E vejo passar as horas,
Vejo os segundos passar...
E eles andam lentamente,
Andam com um penar
Como se estivesse cansados,
exaustos sem mais agüentarem se mover

“passa segundo, passa” – sussurro eu sem cessar
Quero ver passar as horas,
“Quero ver meu sono chegar” fico eu a lamentar

E a tal amiga insônia insiste em me acompanhar
Tentando ser educada eu finjo não me incomodar,
Mais a tal é cheia de assuntos,
Parece ter muito a me contar...
Cansada eu olho as horas no relógio que parecem nem se mexer,
Vejo os ponteiros paralisados, inertes
O que me custa crer que será mais uma noite,
Mais uma noite difícil esperando o amanhecer...

Araripina, 06/11/2007 22h40min
Martiniana Gomes Silva Ferreira
Martiniana Gomes Silva Ferreira
Enviado por Martiniana Gomes Silva Ferreira em 09/11/2007
Código do texto: T730791
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Martiniana Gomes Silva Ferreira
Araripina - Pernambuco - Brasil, 50 anos
156 textos (9510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:11)
Martiniana Gomes Silva Ferreira