Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
img219/7040/anjalindaanimadals9.gif
Cerrar los ojos
(Dona)

Cuando de nuestra alma 
nacen gritos de soledad, 
quizás sea hora 
de cerrar los ojos para ver, 
pues todo aquel 
que mira afuera sueña, 
el que mira a dentro despierta.
***


==Réplica==


Mis ojos cerrados
(Milla Pereira)
 
Cuando yo cerrar los ojos
y nada respetar a mi vuelta,
sabrá eso, la ocasión de preguntar
mis errores, fallados.
Cuando, para que pase el amor,
sabré que mis ojos no serán cerrados,
jamás!
Y que hay deseado
Toda la passion que podrás
Ofertarme!
Porque mi corazon és tuo,
Hasta siempre!
 ***
(Versión)
Quando eu cerrar meus olhos
e nada ver à minha volta,
saberei que, a oportunidade
de questionar meus erros, falhou.
Quando, por mim passar o amor,
saberei que meus olhos
não estarão cerrados,
jamais!
E que terei desejado
toda a paixão que poderás
ofertar-me.
Porque meu coração é teu,
para sempre!
(Milla)
***
img233/1373/barra24ie9.gif 
Obrigada,
Dona,
por permitir-me 
essa Réplica ao
seu belo Poema
Beijos.
Milla
img233/1373/barra24ie9.gif 

 
 
Milla Pereira
Enviado por Milla Pereira em 13/11/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T734948

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Milla Pereira (http://www.millapereira.prosaeverso.net/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Milla Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil
2952 textos (492593 leituras)
42 áudios (7879 audições)
14 e-livros (6401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 01:18)
Milla Pereira