Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Estrangeiro"

Sinto que não pertenço a este mundo hostil! (sou estrangeiro)

Minha alma é uma flor vinda da primavera,
 mas que tenta sobreviver a este terrível inverno
de emoções deturpadas,
onde um metal vale mais do que um sonho de amor eterno.

Porque essa rosa rubra pulsante
foi despedaçada por mãos tão frias e racionais?
Porque apenas não a deixaram viver
para a sua própria beleza interior?

Sim, ela é bela, bela demais
para esses olhos e olhares céticos
que admiram apenas
o falso contorno dos objetos.

Não resta nada além de esperar
a sua estação chegar,
enquanto isso
ela vai vivendo em prantos de dor e saudade
das mãos graciosas
daquele que ali a plantou.
Caótica
Enviado por Caótica em 13/11/2007
Código do texto: T735934

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Caótica
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
34 textos (2253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 09:08)
Caótica