Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Te Dou a Minha Paz! Delasnieve Daspet

Te Dou a Minha Paz!
Delasnieve Daspet

Somos tão diferentes e tão iguais.
Não é difícil o estatuto da paz.
Desde que compartilhemos experiências.
Assumamos responsabilidades,
Garantias de igualdade.
Equidade social,
Respeito a diversidade cultural.
Eliminando a cultura de guerras,
(Que tão bem faz a quem vende armas! )
Teremos a tolerância e a solidariedade.

Busquemos pois a paz!
Ela esta no sorriso da criança
Que não tem fome.
Nas cãs da velhice que tem amparo.
No negro não discriminado.
Na doença exterminada.
Quando enxergarmos como próximos
Os nossos semelhantes!

Tudo e tão rápido no mundo de hoje.
Povos surgem e somem.
Povos se abrem e se quebram no ritmo da ampulheta.
O novo é obsoleto em horas.
O impossível é possível
O homem se aprimora.
Ousar é preciso.
Assumir riscos é tornar flexível a vida,

Temos de seguir com harmonia.
Cínicos e os sem ética
Estão caminhando para o final.
E tempo de respeito ao homem,
Tempo de caminhar junto,
Tempo de desenvolver a paz,
Tempo de plantar a semente do porvir!

Tempo de olharmo-nos nos olhos,
De vermos o verde e o seco;
A fera e a lebre;
O frio e o calor;
A bruma da noite quebrada pelas estrelas;
O sol que dá vida e a sombra que refresca;
O vento que açoita e a casa que acolhe,
Tempo de dividir, doar, dizer, de viver o
"Eu te dou a minha paz! "

Campo Grande MS
27-12-2001
 



Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 15/11/2007
Código do texto: T738965
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
691 textos (29914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:58)
Delasnieve Daspet