Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLTAS EM MIM

Queria estar voltando agora de um lugar vazio de mim. Queria uma volta sem tantas voltas, que não me deixassem tonto, enjoado. Queria uma montanha-russa, não importa a nacionalidade, contanto que não desse voltas. Somente a vertigem de uma queda imprevista. Queria um retiro voluntário, que não me trouxesse de volta, sempre e tão logo. Como se para fugir precisasse estar mais presente. Como se ao esconder-me, me mostrasse mais que o recomendado. Abro os braços, abraço o vazio que me completa, e então desejo o nada, e isso me basta por fugazes momentos que nunca se perpetuarão. Volto a mim, desperto, ainda sonolento de uma cômoda letargia. Não posso sair pela rua com os cabelos desgrenhados, com a boca amarga das palavras não ditas. Se tenho que encarar o espelho sem remédio, devo faze-lo brevemente e sem dor, sem fitar-me diretamente nos olhos. Amo a vida, sou vida, quero a vida como a uma mãe salvadora de apuros, mas hoje o sol me aborrece. Preferia que a mim não se apresentassem ruas, rostos nem pessoas. Antes a ausência das palavras. Antes o silêncio que em mim reverberava idéias.  Só por hoje. Somente até que essa claridade irritante se ponha. Somente até que em mim brilhe de novo o sol. O dia. A luz.  
Paulo Osorio
Enviado por Paulo Osorio em 20/11/2007
Reeditado em 20/11/2007
Código do texto: T744950

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Osorio
Campinas - São Paulo - Brasil
74 textos (4909 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:36)
Paulo Osorio