Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relato de uma Fantine contemporânea e deleitada

Não dormi. Overdose de Poiesis. Fui pra rede da varanda do Batuta, esperar por ele, ‘Le Soléil Levant’.

Momento de contemplação, com templo, eu e eu. Depois de ele chegar, ‘Le Soléil Levant’, no quintal do Batuta tem sabiás e curiós. Eles me brindaram com sua beleza aérea.

Muito tempo depois, Pretinha, negra como meu Pretoblack, veio me dar bom dia. Subiu na rede e ficou mordendo meu cabelo esticado pela piastra da Fabi Lispector.

Peguei no sono, fui pra cama, Fantininho veio em seguida, deitou-se ao meu lado. Contei tudinho pra ele. Ele me ama.
Stella Arbizu
Enviado por Stella Arbizu em 21/11/2007
Código do texto: T745512

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Stella Arbizu
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
27 textos (1338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 20:08)
Stella Arbizu