Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sorte ou Destino?

Vai que eu saia de casa em um dia chuvoso,
Atrasada para o trabalho sem sombrinha, meio nervosa,
Vai que eu ande correndo para não perder a condução
Enquanto você já está na fila de guarda-chuva aberto na mão,
Vai que eu perca o equilíbrio e caia bem na sua frente,
E você ofereça o seu braço e seu sobretudo quente.
Vai que você seja tudo o que eu precisava naquele momento,
O braço, o casaco, o abrigo, tudo para superar o contratempo?
Vai que você note que eu também poderia ser a resposta para algumas das suas indagações?
Vai que essa mulher atrapalhada possa ser uma luz dentro do túnel da solidão?
Vai que nesse instante os astros se encontrem na mais perfeita conjunção?
Vai que queiramos, ambos, nos conhecer melhor e a fagulha da atração ilumine toda a região?
Se é sorte ou destino, não hei de opinar, mas o acaso nos apronta coisas lindas de repente, sem avisar.
E eu, como não sou adivinha, procuro captar esses instantes ímpares aonde quer que eu vá, em todo lugar.  É o bilhete premiado, que se não for obra do destino, é a maior sorte que há.
NilzaFreire
Enviado por NilzaFreire em 22/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T748412
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NilzaFreire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
389 textos (9499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 23:03)
NilzaFreire