Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ítalo (Meu filho, que por tão pouco tempo esteve comigo)

Ao cair da tarde a lembrança vem...dolorosamente adentra meu ser e posso ver- um rosto risonho, meu anjinho,tanta pureza nesse rosto vi.Ainda posso ouvir o som cristalino da tua risada.Ao chegar, trouxe-me a certeza que o amor é mais que tudo, é tudo que mais.
Anjo meu - pureza, sonho, alegria.Um sonho de felicidade, de te ver crescer, de crescer contigo-Não deu.Você por tão pouco ficou.Mas, para sempre ficará em mim e sei que eternamente te lembrarei.
Foi o meu maior sonho, meu maior amor, minha maior alegria, minha poesia, minha razão de vida. Todas as palavras me seriam poucas pra descrever o meu amor por ti.Tudo o que sentir ao te ver nascer.
E quando patistes, partiu contigo metade de mim.Tudo escureceu, meu pranto correu, eu chorei por você...
Novamente, ao por o sol, lembro as tardes em que para dormi, eu te punha nos braços e cantarolava canções de ninar.Meu menino lindo, meu anjo adorado,meu filho amado, minha alegria...Sorri, quando aos berros viestes ao mundo e foi tão profundo esse meu amor  e foi tão imenso e foi tão intenso, que a saudade que dói, entra rasgando meu coração, minha alma, meu ser;por não está contigo, não cantar contigo, hoje, que seria a tua primeira primavera, que o destino ingrato - não te concedeu...

(20/05/89) ele faria um ano
Sol França
Enviado por Sol França em 24/11/2007
Código do texto: T749960

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sol França
Juazeiro - Bahia - Brasil, 46 anos
80 textos (4917 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 00:55)
Sol França