Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor e Romantismo

     Lembrei-me hoje por acaso de uma velha e bonita canção, que muito me fizera cantar nas serenatas, nos belos tempos de juventude.Era um Samba Canção, composição de Adelino Moreira, interpretado por Nelson Gonçalves, um dos maiores intérpretes da Música Popular Brasileira, canção que tinha como título: " A FLOR DO MEU BAIRRO", que começa assim: A flor do meu bairro tinha o lirismo da lua, morava na mesma rua num chalé fronteiro ao meu. Agora não se ouve mais lindas canções, não se cantam mais belas composiçõesjá não aproveitam as noites de lua cheia para fazer serenatas, cantar para as namoradas. Já não se faz do claro da lua o lirismo de poetas apaixonados. já não existem mais canções que sensibilizam pelo romantismo de uma Noite Enluarada.
     Já não existem mais seresteiros cantando na calçada, Já não se faz mais poesia para a namorada, tudo modernizou, tudo perdeu o romatismo, tudo virou balada sem sentimentalismo, agora tudo  é modernismo. E o amor por que não mais existe com o mesmo sentimento? Agora é apenas o ficar, sem amor, apenas por desejo.
    Talvez eu seja chamado de antigo,de brega, mas isso não importa, para mim o que importa é poder reviver o que de melhor pude desfrutar como um jovem que soube amar com romantismo e que guardou na memória e no coração a palavra AMOR como sentimento, como emoção.
BLopes
Enviado por BLopes em 25/11/2007
Reeditado em 25/11/2007
Código do texto: T752808
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BLopes
Itapetim - Pernambuco - Brasil, 73 anos
1067 textos (108606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 13:19)
BLopes