Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos Negros

Mergulho na negrura incomensurável do teu olhar.
Sinto-me desfalecer em meu enlevo, como se flutuasse entre nuvens e lilases em flor.
São dois poços sem fundo, são duas colunas de ébano, são duas nebulosas no espaço.
Seus olhos absorvem a luz, sem refleti-la,
como absorvem a minha imagem, sem que eu me veja quando me fitas.
Sua boca é de cetim, e seus lábios são labaredas.
Quero morrer em teu beijo, enlaçada em teus braços, e para sempre serei feliz.
Como posso te amar tanto?
Como cabe em meu ser um sentimento tão infinito?
Te amo, e quero gritar aos sete ventos que quero abandonar-me em teus braços
para sempre.
Olhos negros, olhos imensos, olhos de amor!
Fica comigo, e nada mais almejarei.
Fica comigo, e voemos juntos ao paraíso,
para lá pousar e viver transbordando de paixão.

Selma de Assis Moura
29/03/1990
(16 anos)
Selma AM
Enviado por Selma AM em 27/11/2007
Código do texto: T754403

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Selma AM
São Paulo - São Paulo - Brasil
59 textos (88203 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:34)
Selma AM