Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Errantes...


Errantes sentimentos... esses que vagueiam pelas frias madrugas.
Seguem como se conhecessem o caminho do pensar.
Passeiam por sensações distintas e contraditórias.
Como se fossem capazes de distinguir o que se sente...

Errantes madrugadas... essas que alvorecem sem sonhar.
Despertam para a realidade todos os sentidos.
Contribuem com silêncio e solidão.
Como se fossem capazes de esperar um novo amanhã...

Errantes sonhos... esses que confrontam nossas ilusões.
Mostram sem censura muito do que escondemos.
Sejam segredos, sentimentos ou vaidades.
Como se dormindo pudéssemos nos enganar...

Errantes ilusões... essas que nos surgem em sentimentos.
Acordam nosso querer e nossa paixão.
Fazem nossos corações baterem inconscientemente.
Como quem quer nos acordar para a vida...

Ah esses meus errantes sentimentos...
Em minhas errantes madrugadas...
E cujos errantes sonhos...
Semeiam novas e errantes ilusões...


Marcelo Scot
Enviado por Marcelo Scot em 29/11/2007
Código do texto: T757601

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Scot
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
393 textos (38274 leituras)
9 áudios (1478 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 10:54)
Marcelo Scot