Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo não para

         Há se eu pudesse neste exato momento  beija-lá. Sinto que meu coração esta acelerado não por algum problema de saúde, mas por você.Fico desesperado querendo encontra-lá.Se eu tivesse o poder, iria te observar, o seu jeitinho a onde estivesse.Ficaria observando seu sorriso, seu olhar,seu andar,seu rosto lindo,seu corpo,seu jeitinho meigo de falar.Mas não tenho esse dom, estou aqui longe, nem tão longe assim, mas o suficiente para não ve-la a cada momento, a cada sorriso.E me pergunto se ainda a vida pode ter sentido,se não posso beija-la a cada segundo.Cada segundo que passa, é um segundo perdido.O tempo parece apressado,ele não tem piedade, seja de noite ou de dia, ele continua sua corrida como se tivesse que chegar logo a algum lugar.Ele não nos espera,o tempo é cruel,porém o amor é uma arma contra o tal tempo. Como diria William Shakespeare:" O tempo é muito lento para os que esperam, muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam, muito curto para os que festejam.Mas, para os que amam, o tempo é eternidade". Sim o tempo é eternidade para os que amam, de modo que não adianta correr muito Sr. tempo, pois nós os amantes e poetas somos eternos, não em pessoas fisicas,mas na grandeza do amor.Essa mesma grandeza que me envolve,e que me faz sentir falta de minha amada.Essa tal falta que é refletida em meu olhar,em meu rosto,em minhas lágrimas.De pensar em tudo isso, tive medo.Tive medo de aceitar a verdade, a verdade que existe uma enorme barreira entre nós.Uma grande muralha.Mas sendo esta a verdade, não fugirei a luta,lutarei até o último suspiro.Não me darei por vencido, não aceitarei a realidade,a única realidade que vejo e aceito , é o que sinto por ti em meu peito.Estou preparado para mudar o destino.
Deoclécio Rodrigues
Enviado por Deoclécio Rodrigues em 24/11/2005
Código do texto: T75786

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deoclécio Rodrigues
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil
107 textos (5269 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:49)
Deoclécio Rodrigues