Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
                      

           


                      

 
 
VESTIDA DE VERMELHO





De vermelho hoje me vesti
 
rasguei as páginas escritas em tinta vermelha
no vaso já murcha estava a última flor vermelha
ofertada por mãos que me tocaram um dia
jurando amor e que jamais me perderia


De vermelho hoje me vesti
a minha dor pintei na tela em tinta vermelha
na boca a mesma cor vermelha
nas veias o sangue fervia
da ferida aberta, sem piedade, escorria


De vermelho hoje me vesti
da lâmina afiada pingava o vermelho líquido
tingindo o que restou de um amor sofrido
olhei para o vazio e não mais te vi
para mim olhei, a cabeça ergui e guerreira resisti



  
 

 

Luiza Sampaio
Enviado por Luiza Sampaio em 02/12/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T762283

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Luiza Sampaio e o site www.luizasampaio.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
VESTIDA DE VERMELHO - Luiza Sampaio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Sampaio
Santos - São Paulo - Brasil, 63 anos
265 textos (57580 leituras)
16 áudios (2655 audições)
3 e-livros (431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 07:05)
Luiza Sampaio

Site do Escritor