Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

lembrando meu Pai...

Hoje, mesmo que o vento devaste as lembranças, não deixarei de pensar no meu Pai.

Se fosse vivo, completaria mais um aniversário.

Seria, concerteza, um dia em que o olharia de forma diferente e mesmo que as palavras de reconhecimento faltassem, dir-lhe-ía tudo num olhar,simples, mas profundo.

Normalmente, os nossos Pais são os "melhores do mundo", mas o meu, era o mundo no seu melhor.

Era uma pessoa invulgar.

Pelo seu talento,pela sua cultura, pela sua justiça, pela forma  como educava, olhava e sentia o mundo.

Era uma pessoa única.

Um talento que passou com humildade pela vida e viveu-a com a singularidade das coisas simples e autênticas.

Quando penso nele, peço à minha sensibilidade para que dite o que há de melhor, em mim, para escrever sobre ele.

Para meu desgosto, nunca encontrei inspiração que iluminasse as palavras e fizesse com que de forma ímpar escrevesse o texto mais bonito para aquele a quem tanto devo e cuja chama arde permanentemente no meu coração, na minha lembrança, na minha saudade.

O meu Pai...que os meus amigos adoravam, que as minhas amigas amavam, pela sua gentileza, pela sua educação, pelo dom da palavra e, sobretudo, pelo seu cavalheirismo.

Ainda hoje, esses amigos e essas meninas maduras, avós de um tempo presente,lembram e suspiram de saudade ao lembrar o "Senhor Santos"...

Hoje, é dia 27 de Novembro. Se o meu Pai fosse vivo, completaria mais um aniversário.

Hoje ao lembrá-lo, como em todos os anos que passam sobre a sua ausência, sinto que ele é cada vez mais presente, que a saudade é mais penosa e mais asfixiante.

Lembrar o meu Pai é morrer todos os dias um pouco na saudade, na lembrança da sua ausência.

...Porque Pais, há muitos, mas o meu, era ÚNICO!
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 27/11/2005
Reeditado em 05/12/2005
Código do texto: T77190

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
233 textos (16634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:25)
João Videira Santos