Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E foi assim....



E foi assim que tudo aconteceu. Um sonho. Fumaça para todos os lados até que o foco da memória se fixou num ponto, ali, sem muitos organogramas ou espetáculos. Um bar ou algo do gênero. Era comércio. Coisas de se vender. Coisas de se comprar. Muito mais coisas de se pagar. E nada interessava nos caminhos sem sair do lugar. De um súbito o menino rapaz homem, quem sabe? Entrou. Largou-se em esmolas e não houve resposta. Uma pena. Sentimento impotente de não se saber como agir. Dinheiro no bolso. Sem esmolas. E lá vinham três. Capa  de fantasma cobrindo o corpo e a cabeça. Homem mulher menino. Era claro saber-se sexos, mas quem são?  O menino aproxima estende a mão. No exato momento em que vejo minha mão retirando o capuz do menino. Cabelos cor de prata branca. A lembrança chamou  cores de lua. Pele sem cor. Estrelas nos olhos e um jeito de colo. Cabisbaixo não disse palavra. O coração implorava, por dentro, sua adoção. A boca calada. Esmola? O brilho dos cabelos refletiu lua despencando meus olhos. E a fumaça. Ao acordar restou apenas uma grande vontade de abraço. E foi assim que tudo aconteceu.
Paula Cury
Enviado por Paula Cury em 29/11/2005
Código do texto: T78626

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Cury
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
114 textos (8469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:17)
Paula Cury