Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a barriga da mágoa

deslumbra um peixe perfumado do arroz, todo, das índias
não digas palavras, dança ao teu som
esventra essa carne branca, serve as espinhas macias do sal
sorve, a conta-gotas, o azeite próprio do mar
repara no sol que se come
na luz que surge
cabeça na água, comes o resto e deixas a barriga da mágoa.

são marcos (junho de 2004)
Nuno Trinta de Sá
Enviado por Nuno Trinta de Sá em 28/12/2005
Código do texto: T91264
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Trinta de Sá
Portugal, 43 anos
73 textos (1677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:18)