Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

pequeno cigarro poético



trazei-me a mãe das folhas; o inhame com mel, a fada-selva
e seus resquícios, cataratas da alma, o que houver de luz
é que nada vejo para além dos olhos; tão pouco aura-soma sou
nas ruas encaro palhaços tristes

vou assim nas avenidas da imaginação, sem saídas, um cigarro
cruzo-me com oxum, o orixá das águas doces
está tudo preto, mas as cores, em leque, existem no meu sonho

e apenas os prédios são vidros na minha fuga.

são marcos (2004)
Nuno Trinta de Sá
Enviado por Nuno Trinta de Sá em 28/12/2005
Código do texto: T91395
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Trinta de Sá
Portugal, 43 anos
73 textos (1677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:54)