Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIALOGAL DUMA DESPEDIDA
MELANCÓLICA - 2005



ANO 2006: - Boa noite, 2005 ?

ANO VELHO – Boa noite!

ANO 2006: – Não fique triste! Vim para te alegrar!


ANO VELHO – Obrigado 2006, não gosto de vê os meus dias se acabarem assim.

ANO 2006: – É a vida! A vida é assim! Quantas esperanças derramaram no universo? Quantas pessoas não sorriram contigo os 12 meses? Quantos pobres deixaram a pobreza e quantos ricos ficaram pobres? Por isso te culpam? Não és culpado das ações humanas e nem das razões.


ANO VELHO – Não fora somente isto 2006, há lembranças amargas, há inocentes sofrendo no mundo, e hoje dia 31 de dezembro, nada posso mais fazer.

ANO 2006: – Não chores 2005. Há pessoas que levaram décadas infelizes. E somente tu soubeste banir todos esses lamentos naquela passagem de 2004 para 2005. És um record do cósmico!

ANO VELHO – Eu gostaria de ficar mais uns dias, vejo que não é possível e não há mais tempo.

ANO 2006: – Não lagrimas 2005! Eu estou contigo. Posso dizer até que sou teu filho. Vejas que já destes uma volta em torno do sol, uma maravilha de Deus! Quantas manhãs tu alegrastes no mundo?


ANO VELHO – Tenho me preocupado com os países mais pobres do globo, e os ricos do G8 nada fazem para equilibrar estas desigualdades. Tenho pena do Kofi Annan, um homem puro que sofre pressões dos EEUU, e que deseja mandar no globo, como se sabe, eles são atualmente a única superpotência, e agem como os donos incontestados do mundo desde a 2ª. Guerra mundial.

ANO 2006: – Não te preocupes com isto 2005. Eu li o livro do universo com fatos estarrecedores, tais como a matança do líder da Autoridade Palestina Yasser Arafat por veneno a mando de Ariel Sharon, o que me deixou muito revoltado com aquela intifada. A ONU nada pode fazer para acabar com aquele conflito e manter a vida do maior chefe palestino. Uma vez que a Liga das Nações em épocas passadas, sempre foi culpada desde a 1ª guerra mundial, após a criação do Estado de Israel, tomaram mais de 70% de suas terras com violência, sangue, destruição e lágrimas, tudo com a tutela e garantia dos americanos e ingleses. Sabe-se que Ariel Sharon primeiro se vingou de Arafat para depois entregar as terras palestinas.

ANO VELHO - É verdade 2006? Tu sabes de tudo.

ANO 2006: – Olhei também no livro do universo, as maldades dos americanos no Afeganistão e no Iraque, enquanto Ariel Sharon comprava tecnologia militar para matar os palestinos individualmente. No entanto, George W. Bush é possuidor destas armas, lança bombas e mísseis para matar de imediato toda a coletividade humana naqueles países, tendo condições tecnológicas de resguardar vidas inocentes. Voltando ao mundo Árabe, somente a visita de Ariel Sharon, então chefe da oposição israelita, à Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, em 2000, deu-se o princípio de tudo, pedras x tanques e seus líderes palestinos atingidos por mísseis teleguiados sem ao menos saber. Por isso, Ariel Sharon ordenou a matança de Arafat para que este não recebesse de suas mãos a terra sonhada dos palestinos e não ser aclamado como o herói da Pátria.   


ANO VELHO - Tudo é verdade 2006, os EEUU prestam incondicional apoio econômico, diplomático e político ao Estado de Israel. És novo, juvenil e cheio de esperanças. Valha-me que cumpras o teu dever. Só me restam dois minutos, e vamos cruzar os ponteiros dos tempos e das sortes, agora. Sabes, eu tenho me preocupado com a Somália, que é a Ponta do Chifre da África, um país que não é o fim do mundo, restando-lhe a fome, a guerra e a sede. O norte e o Sul vêm me deixando angustiado com a formação de milícias sanguinárias. Grandes clãs guerrilheiras tentam assolar o país e o seu povo. Na verdade, o mundo esqueceu da Somália, filas enormes à espera de uma pequena ajuda da assistência internacional. Penso que os anos 2006, 2007 e 2008, trarão grandes dificuldades, se os países ricos não agirem na bandeira da Paz.

ANO 2006 - É verdade, eu terei muitos problemas para resolver no ano de 2006, e passarei ao meu sucessor 2007, as situações agravantes na Somália e países vizinhos. Pedirei à ONU, uma missão urgente de Paz, pois a questão religiosa, a ganância pelo poder, ainda são elementos de uma geração sem futuro, acobertada por governos vizinhos e estrangeiros que buscam a exploração de um povo pobre.  Sorria 2005! É festa, é alegria no globo terrestre. Olhas como está iluminado o nosso tempo.


ANO VELHO – Não posso sorrir 2006. Vejas àquele homem de coração magoado e ferido nos seus sentimentos.

ANO 2006: – Sim, estou vendo. Porém, os seus lamentos não podem te condenar como o pior ano. Se eles afirmam que o ano de 2005 foi ruim, é uma ingratidão dos homens. Lembre-se que a humanidade sempre foi assim desde os princípios. Tu sabes! Quando chegar o venturado ano 2007, será a mesma coisa dantes.


ANO VELHO – Sim, eu li todas as histórias do homem no livro do universo. Por isso, eu queria ficar mais um pouquinho, reinar as entradas do tempo ao teu lado 2006. Vejo-me impossibilitado de acompanhar esta honraria. Esta festa é somente tua, não servirá para mim. Hoje me chamam de ano velho, dão-me adeus e má-sorte.

ANO 2006: – Não chores 2005! Farei de tudo para realizar os desejos dos homens de boa fé. Agora, os ponteiros de todos os relógios se cruzam nesta magnífica passagem.  Venha 2005! Não chores!  Colocas tua cabeça no meu ombro, e vamos dá as boas-venturanças a todos os seres do universo. Eu não ficarei feliz vendo tuas lágrimas rolarem nas profundezas do cósmico. Saiba 2005, eu serei a tua continuidade na preservação de nossas amizades, levarei todas as dádivas que Deus me entregou. Não chore, eu divido o tempo contigo e honrarei todas as glórias. Veja 2005! O planeta terra todo incandescente. Que maravilha!



(D.R.A)
ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 29/12/2005
Reeditado em 06/10/2011
Código do texto: T92048
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055170 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:09)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor