Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vício quase incocente

Entrei na sua vida como quem não tinha opção
Aceitando o meu destino escrito na palma da mão.
Um olhar e um sorriso foi bastante pra aproximar
Mas agora é um castigo, não consigo lhe deixar.
A lua envolveu a gente
E um vício quase inocente foi querer me torturar,
O que houve entre nós foi bobagem
Não passou de uma miragem, um oásis a me banhar.
Agora, que não existe saída, vou curar essa ferida
Procurando outra paixão,
Transformar o erro de cada dia
Numa serenata vazia pra maltratar meu coração.

Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 03/01/2006
Código do texto: T93818
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:11)
Sérgio Corrêa