Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reticências

Como um louco me entreguei a teu sorriso
Os meus lábios ao risco
Querendo te sufocar de beijos e carícias
Pra então te matar de amor.
Resistir é bobagem...
São insaciáveis os prazeres que teríamos juntos
No assalto à tua pele
Sempre em reticências...
Jogar tuas pernas para o alto
E desfrutar da loucura.
E tudo passa por um vício...
Em resposta
Teu som sob êxtase corre distâncias
Com voracidade a fera se desnuda,
Rasgando os lábios,
Semeando na língua, desejos,
Avermelhando a boca e se embriagando.
Meu corpo cansado e teu lacre formoso,
Grito teu nome numa sede estranha
Diálogo mudo, só de olhares e gestos
Porque minha carne, fundida em tua carne
Forma uma única sombra no chão em que deitamos
E uma única imagem nos céus que nos contemplam.

Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 03/01/2006
Código do texto: T93833
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:29)
Sérgio Corrêa