Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Obrigado

Enquanto caminho pelas veredas da tua existência,
E tuas venenosas mãos me envolvem,
Procuro descobrir onde se perderam
Os retalhos do nosso amor.
São puros desejos que em mim adormeço
Pois o meu deserto sem oásis quer se libertar.
É madrugada daqui a pouco...
Alegria, onde andas?
Se estás tão perto,por que não lhe sinto?
Olhando no espelho o que sobrou de mim
Descubro que o tempo todo estive só
Desfolhando os mal quereres
Nas pétalas do bem-me-quer,
E ainda assim acredito que possa ter outro fim.
Mas antes que seus olhos se fechem pra mim,
E sua voz não venha mais acalmar-me o espírito
Hei de dizer-te, ainda que tarde,
Por tudo, muito obrigado.
Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 03/01/2006
Código do texto: T93834
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 11:00)
Sérgio Corrêa