Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perguntas

O que se esperar de algo
Quando nem se percebe o que já está acontecendo?
O que fazer, quando tudo parece inevitável
E por mais que se busque uma fuga,
Mais aprisionado se encontra?
Talvez, o sonho tenha sido real
Ou apenas uma ilusão passageira
Que se não é um vício, embriaga,
Entorpece e enlouquece
E torna exato o que já não tinha mais sentido.
Pode ser que a ternura
Seja o caminho certo para a tranqüilidade.
Mas como saber agora
Se esse é o rumo que devemos tomar?
Vaza em mim um sentimento
Que não sei ao certo como surgiu
E se me dá prazer
Não há como definir.
Me vai ao longe o desejo
E tudo que me passa agora,
É tragado e absorvido,
Como fumaça:
Um pouco fica comigo
E o resto se vai ao vento...

Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 03/01/2006
Código do texto: T93855
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:21)
Sérgio Corrêa