Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desculpa menina, te fiz mulher

Desculpe menina, se no interior deste quarto te tirei a beleza de ser pura, e no calor do meu desejo, de cair na tentação de te usar com ternura, para que esse momento, também fosse o meu momento.
Desculpe menina, se quando deitei o meu corpo sobre o seu, esqueci que o tempo era curto, e lentamente te despi.  É que no seu primeiro grito sufocado me fizeste escravo, e me defloraste e eu te deflorei ...
Desculpe menina, se tirei os espinhos da rosa e a deixei desprotegida, nas não se incomode, pois te protegerei em toda sua vida.
Desculpe menina, se tirei o lençol e observei suas entranhas, mas não pude evitar essa vontade de admirar essa beleza, beleza só sua, que é o símbolo de uma moça, que entre quatro paredes se faz mulher.
Desculpe menina, mas é linda a sensação de dormir com uma moça e acordar com uma mulher, e durante essas poucas horas, te conheci, fui conhecido, desculpe menina, mas eu te fiz mulher!
Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 03/01/2006
Código do texto: T93872
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:56)
Sérgio Corrêa