Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo

Viver é ter que suportar as mais adversas situações. É ter que enganar-se a si mesmo enquanto há tempo. Enfim, poderia dizer que viver não é nada além que respirar uma sucessão interminável de acontecimentos que podem durar um segundo.
Hoje, descobri que tudo que falo é mentira. Via o olhar do cãozinho abandonado, mas agora sinto. Fixo meu olhar em sua estrutura corpórea, desejo-lhe mergulhar-se em seu ser. Não pode. Ele só me olha. Humaniza-me de chofre e vai embora.
No dia seguinte, acaricio seus pêlos e percebo a monotonia de acaricia-lo.  Voltando da escola exausto de um dia de testes, ele; de novo, acaricia-me lambuzando-me com seu olhar. E aí, eu creio que amo-lhe tão intensamente que poderia morrer naquele dia.
Vem o futuro e descubro não mais para minha surpresa, que o cãozinho morreu, não da desconstituição de seus átomos de carbono e sim, de afeto.
existencialista
Enviado por existencialista em 05/01/2006
Reeditado em 04/12/2014
Código do texto: T94612
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
existencialista
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
97 textos (4439 leituras)
1 áudios (26 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:57)
existencialista