Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dalva

Deve ser por isso que tens brilho próprio.
És uma estrela, daquelas que não desaparecem ao amanhecer.
Vênus, em deleite de carinhos
espalhando pétalas nos caminhos
De quem nem ousa conhecer.
Recolhendo a sorte no final do bem-me-quer
Em cada beijo, em cada gesto
Num discurso tão modesto
Quanto a pétala da flor.
Olhando a lua em um Monte Negro
Espero ver o tigre branco
Cantando pro céu o seu encanto
Em busca de um grande amor.
Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 12/01/2006
Código do texto: T98016
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:28)
Sérgio Corrêa