Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRINHO TRAPALHÃO

O artístico objeto em barro moldado,
Minha  casa embelezou
E a muitos encantou
Até que um sobrinho estabanado,
Sem sequer admira-lo, nele esbarrou.

Oh! Foi a exclamação
Que ouvi e me fez perceber
Mãos que a ele acudiam,
Dos amigos que meu desgosto previam,
E, tentando prevenir o mal,
Buscavam evitar a queda fatal.

O esforço foi em vão.
A escultura balançou, balançou...
Nas mãos amigas ainda tocou,
Mas... seu destino foi o chão.

Espatifou-se ante meu incrédulo olhar,
Que via, sem querer acreditar,
A proeza do sobrinho trapalhão.
Hegler Horta
Enviado por Hegler Horta em 15/01/2006
Código do texto: T99182
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hegler Horta
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 70 anos
153 textos (6826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:29)
Hegler Horta