Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Previdência social ou decadência social?

O serviço da Previdência Social/INSS de Canoas é deplorável.
Sexta-feira passada fui ao INSS de Canoas, localizado na Av. Inconfidência, próximo ao Centro. Tive a oportunidade de presenciar cenas inacreditáveis. Chegando na fila umas duas ou três pessoas me ofereceram lugar  por R$ 10,00, ao chegar no final da fila encontro uma senhora de 68 anos de idade que estava voltando ao INSS porque no dia anterior o funcionário atendente do INSS havia direcionado a senhora para outro setor, setor errado. Ao entrar recebemos senhas e todos foram para o primeiro andar em uma sala ampla que mais parecia um cinema (de repente até para fugir dos meios de comunicação....) Os atendentes começaram a chamar as pessoas por grupos de 10. Cheguei as 06:00 da manhã e peguei a senha nº 098 ... O segundo atendimento foi feito por pessoas mal informadas e despreparadas para atender ao público. A senhora que estava a minha frente queria uma junta de recursos, pois apesar de não estar apta ao trabalho recebeu alta entrou com o pedido de recurso e o médico indeferiu o pedido. Esta senhora tinha em suas mãos diversos exames e fisioterapias agendadas, estava com muita dor por ter que esperar de pé numa fila durante horas. Após horas de espera ela é atendida no andar  térreo e descobre que não há mais junta de recursos pois não há médicos para realizar... A simpática vovó de 68 anos não agüentava ficar em pé por mais de dez minutos e pedia para que a gente guardasse o seu lugar para poder sentar e descansar pois ela começava a tremer. Ao indagá-la sobre o atendimento prioritário aos idosos ela me fez a seguinte observação:
“Ontem eu estive aqui lá pelas 8:00 e não havia mais senhas prioritárias o atendente disse que era para eu vir mais cedo.”
Ou seja o atendimento prioritário no INSS passa por uma fila em que você tem chegar cedo para conseguir senha.
Mas o pior do INSS não é o desrespeito ao idoso, mas um médico que realiza perícias médicas sem olhar qualquer tipo de exame, sem fazer qualquer exame clínico e julga pela cara. Foi o que aconteceu com uma segurada que pediu para não citar o nome,  e com diversas seguradas que receberam atendimento pelo “querido” médico  Fernando Luderitz Tschopke matrícula 928122. Trata-se de um cavalo com roupa de gente. Ele grita, ofende, discute, não olha exames e não trata o ser humano como pessoa humana, pelo simples fato de ser concursado e não se preocupar com o desemprego. Vi muita gente doente, gente precisando de auxilio e sem atendimento, gente sofrendo demais. Cheguei às 06:00 e sai perto das 14:00 após muita espera para conseguir uma maneira de receber auxilio doença atrasado há mais de três meses.
Este é a PREVIDÊNCIA SOCIAL que tem o slogam A PREVIDÊNCIA SOCIAL é sua. Que previdêcia? Esta decadência? Até Quando? Até quando?
Viviane A R Rodrigues
Enviado por Viviane A R Rodrigues em 23/07/2006
Código do texto: T200168
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Viviane A R Rodrigues
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
35 textos (154052 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:09)
Viviane A R Rodrigues